FALE CONOSCO
+55 11 5105 1500

Embalagem

Objetivos da embalagem

O objetivo da embalagem de um produto é dar a ele uma forma para sua apresentação, proteção, movimentação e utilização, de modo que ele possa ser comercializado e manipulado durante todo o seu ciclo de vida. A embalagem pode ser primária, ou seja, de consumo, e proteger diretamente o produto, ou secundária, de transporte, servindo para proteger a embalagem primária. 

Ela pode ter os mais variados tamanhos e formatos e ser de vários tipos de materiais. A embalagem necessita ser apropriada para a proteção da mercadoria contra perecimento, roubo, avaria, contaminação etc.

Proteção das embalagens 

As embalagens podem ser protegidas com a utilização de filmes encolhíveis (shrink) ou estiráveis (stretch), bem como pelo uso de fitas simples de plástico ou metal passadas em volta da pilha, de cima a baixo etc. Podem, também, ser protegidas através da paletização ou unitização em containers.

Fatores que podem afetar as embalagens 

Ao definir as embalagens das mercadorias, é necessário notar que elas podem ser afetadas pelos movimentos de embarque, desembarque e transporte, das mais diversas maneiras. No transporte internacional, ela poderá sofrer as variações climáticas, dos veículos, vibrações, más condições das estradas etc. No Transporte Marítimo, por exemplo, poderá sofrer os movimentos de balança, arfagem, cabeceio etc.

Mercadorias perigosas (dangerous goods) 

A embalagem deve ser apropriada para o transporte de mercadorias perigosas, e deve ser tratada em parceria com o transportador. 

O transporte de mercadoria perigosa é regulado pelos seguintes organismos: 

» Marítimo: Internacional Maritime Dangerous Goods Code, do IMO; 

» Aéreo: Dangerous Goods Regulations, da Iata; 

» Terrestre: Legislações específicas de cada país de embarque, destino e trânsito das mercadorias, podendo ser unificadas quando se tratar de blocos comerciais.

Simbologia e identificação 

A marcação de volumes é a identificação das mercadorias e do lote a ser embarcado, que permite a individualização das mesmas. É interessante que os volumes também sejam numerados. Outro ponto importante é a identificação dos pesos dos volumes. Todos os volumes devem ser identificados quanto a sua periculosidade, por meio de etiquetas apropriadas e internacionais de classificação de sua natureza. Também devem ser identificadas para manuseio quanto a sua condição de carga frágil, que não pode ser molhada, rolada etc.

Contato

Av. Nove de Julho, 4364 - Jardim Paulista • São Paulo • Brasil • CEP 01406-100

Telefone: +55 11 5105-1500

E-mail: cotacao@cobraclog.com.br